28 abril

Como pensa o elenco de MÓDIO?

Intérpretes-criadores falam sobre o processo criativo em voga Por Paulo E. Azevedo   Rio de Janeiro, 28 de abril de 2016.   Em qualquer processo de criação acredito ser de extrema relevância a tomada de consciência daqueles que são os…

continuar lendo
Escrito por admin .
28/abril/2016 às 06:04:48
25 janeiro

LA VIOLENCE REPENSÉE PAR LA DANSE

Les motivations relatives au retour sur la scène internationnale de Paulo E. Azevedo : Une histoire à défendre et une nouvelle recherche. Le chorégraphe brésilien Paulo E. Azevedo, connu pour avoir crée et dirigé la compagnie Membros dont les pièces…

continuar lendo
Escrito por admin .
25/janeiro/2016 às 05:01:29
12 outubro

“mÒDIO” : em busca da célula criativa

Após exaustivo e recompensador processo que envolveu audição e imersões, “mÒDIO” – nova criação assinada por Paulo E. Azevedo – fica mais próximo de sua ´célula criativa´. Um total de quatro imersões foi o período destinado à primeira busca por…

continuar lendo
Escrito por admin .
12/outubro/2015 às 03:10:42
04 outubro

Regando o asfalto: “Quase uma lágrima”, contato entre a cidade, a invisibilidade e a obra de arte

Em sua 5a experimentação, depois da estreia em agosto de 2012, a criação “Quase uma lágrima” (ato integrante da peça Tetralogia Cidade) apóia-se dessa vez nas relações que se dão entre a cidade, a invisibilidade e a obra de arte….

continuar lendo
Escrito por admin .
04/outubro/2015 às 06:10:31
18 julho

RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO PARA A CRIAÇÃO DE ´mÓDIO´

Após jornada criteriosa, a nova criação de Paulo E. Azevedo – MÓDIO – revela seus intérpretes. O processo seletivo foi organizado em duas etapas: audição (propriamente dita) e entrevista. O criador levou em consideração o reconhecimento da diversidade de potências…

continuar lendo
Escrito por admin .
18/julho/2015 às 06:07:00
26 junho

TETRALOGIA CIDADE (críticas)

“Tetralogia Cidade: arte que toca” Essa é a arte que me toca. Estética e ética. Aquela que está ‘entre’ e dispensa a definição enfadonha institucionalizante. Aquela que está ao lado, no espaço entrecorpos do abraço; está precisa; porque verbo e…

continuar lendo
Escrito por admin .
26/junho/2015 às 02:06:55
26 maio

Em alta na Baixada, o slam acontece no Rio. “O amor que a Rua dá, só quem vive a Rua sente”. É inspirado por este pensamento do poeta Guarnier que nasce a primeira batalha de poesias (poetry slam) da Baixada Fluminense. Essa…

continuar lendo
Escrito por admin .
26/maio/2015 às 03:05:09

« mais recentes mais antigos »